Escultura Argolas em Resina

R$ 1.200,01

Escultura Argolas em Resina entrelaçadas, um ponto a mais para sua decoração!

REF: 384-PRCZ Categorias: , ,

Escultura Argolas em Resina

Escultura Argolas em Resina, vem com três argolas ligadas entre si. Assim, mescla duas cores, cores estas que estamos abertos a testar e produzir… Enfim, é uma peça com puro charme! É portanto, um objeto especial que pontua com classe seu espaço e mostra que em decoração: MENOS É MAIS! 

  • Descrição: Escultura feita por três argolas em resina nas cores preta e cinza que estão entrelaçadas..
  • Designer: Eduardo Brückner
  • Material: Resina de Poliéster
  • Cores:  Cinza e preto.

Dimensões:

  • altura: 14cm
  • largura: 33 cm
  • profundidade: 30 cm

Embalagem: Caixa de papelão.

Curiosidades:

  • Você sabia que as argolas interligadas mais famosas são as da bandeira olímpica? Nela os cinco aros  têm cada um uma cor pois cada um representa um dos continentes.
  • Assim, nos dias atuais, argolas entrelaçadas se tornam um must have em termos de objetos de decór. São esculturas, colares de mesa, de parede, enfim, estão com tudo e mais um pouco…
  • Quanto às resinas: não se sabe desde quando nós, seres humanos, as descobrimos. Assim também não sabemos quando passamos a fazer uso delas. Estima-se portanto que isso já ocorra há milhares de anos…
  • Todavia, se sabe que nos rituais religiosos da Grécia, Roma e no Egito antigos se usava muito as resinas naturais.
  • As resinas estão bastante presentes tanto na natureza, quanto para fazer diversos produtos que usamos no nosso dia a dia.
  • Elas são criadas com o intuito de preservação da espécie. Sim, elas são substâncias viscosas, em geral formadas por células especiais presentes no tronco de alguns tipos de árvores. Quando “feridas” por ação mecânica ou insetos, elas as formam para ajudar a “cicatrizar” o ferimento causado…
  • Essa substância ‘cobre’ a lesão no vegetal e, apesar de moldável num primeiro momento, se endurece quando em contato com o ar.
  • Além das resinas naturais, à partir de meados do século XIX, conseguimos produzir resinas por meios sintéticos.